5 de dezembro de 2022

Em primeiro lugar, o ocapi é um mamífero localizado somente na República Democrática do Congo, na África. Nesse sentido, essa espécie foi descoberta somente por volta de 1900 e apresenta forte parentesco com as girafas.

Entretanto, esses animais são mais baixos e apresentam pescoços mais curtos em relação aos seus parentes. Apesar disso, apresentam uma marcha similar e uma longa língua preta, utilizada para alimentação e limpeza.

No geral, as fêmeas costumam ser maiores que os machos, pois medem cerca de 1,5 metro. Apesar disso, o maior destaque do ocapi é sua pelagem, normalmente lisa e marrom-escura. Ademais, apresenta cascos, além de coxas, ancas e os topos das patas dianteiras com listras como as das zebras.

Por um lado, os machos tem chifres curtos e cobertos de pele, ainda que as pontas sejam descobertas. Por outro lado, as fêmeas não possuem essas características específicas, de modo que possam ser diferenciadas na natureza. Sobretudo, esse processo acontece por consequência da exploração de seu habitat e da ação dos seres humanos no ambiente. Felizmente, as espécies são protegidas pela lei Congolesa, região onde habitam, e tendem a ser encontrados em reservas ambientais.

 Por fim, o ocapi ficou conhecido inicialmente como unicórnio africano por parte dos europeus, devido aos chifres dos machos. Entretanto, exploradores também pensavam no animal como uma zebra da floresta tropical, pois muitas vezes as espécies eram vistas na natureza somente pela parte de trás, onde estão as listras.

Características do ocapi

A princípio, os ocapis são conhecidos por terem olhos e orelhas grandes em relação à face. Comumente, esse membro tem as laterais avermelhadas.

Sendo assim, o ocapi é um animal herbívoro, se alimentando ainda de relva, samambaias e até fungos. Também conhecido como girafa da floresta pelo seu parentesco com a girafa, esses animais costumam ter um peso corporal que varia entre 200 e 251 quilos.

Por outro lado, estima-se que a cor quase arroxeada de sua pelagem surge como ferramenta de camuflagem. Porque a região do Congo é habitada por leões, o ocapi utiliza de seu corpo para se esconder na natureza e fugir dos predadores naturais.

Entretanto, são espécies tímidas e reclusas, que costumam se reunir somente para o acasalamento. Assim, os machos são conhecidos por proteger seus territórios, mas tendem a deixar as fêmeas circularem para se alimentar. Desse modo, são encontrados majoritariamente nas matas densas e tendem a evitar pessoas.

Apesar disso, as fêmeas costumam manter as proles consigo por um período de tempo, após uma gestação que pode durar até 457 dias. No geral, os filhotes nascem com cerca de 16kg e costuma ser amamentadas por dez meses. Entretanto, o índice reprodutivo é baixo, de modo que o risco de extinção seja ainda maior.

Consequentemente, estima-se que a maturidade da espécie ocorra por volta dos 4 e 5 anos de idade. Em contrapartida, a expectativa de vida desse animal está em torno de 30 anos, quando em cativeiro, e 20 anos, quando em liberdade na Ademais, o ocapi é um animal de hábitos diurnos, porém podem estar em atividade durante períodos noturnos. Sobretudo, possuem um grande número de células de vareta na retina, facilitando a visão noturna, e um excelente sistema olfatório para orientação. Curiosidades

Primeiramente, um fato curioso sobre os ocapis é a capacidade de coçar os próprios olhos e ouvidos com a língua. Porque apresentam um membro logo como o das girafas, e um rosto fino, é possível limpar a face por conta própria. Além disso, a língua compensa a baixa estatura, de modo que os animais possam alcançar alimentos em regiões mais altas.

Além disso, estima-se que os animais tenham os sentidos bem desenvolvidos, principalmente a audição, olfato e visão. Também apresentam dentes cúspides, ou seja, de ponta aguda, que facilitam o corte da folhagem e o processo digestivo.

Ainda que não sejam considerados abertamente violentos, o ocapi pode chutar e com a cabeça bater no próprio corpo para mostrar agressividade. Desse modo, mantém predadores e espécies rivalizando o território distantes, evitando conflitos por mostrar força física.

 Por fim, o ocapi ficou conhecido inicialmente como unicórnio africano por parte dos europeus, devido aos chifres dos machos. Entretanto, exploradores também pensavam no animal como uma zebra da floresta tropical, pois muitas vezes as espécies eram vistas na natureza somente pela parte de trás, onde estão as listras.

Fonte:  Segredos do Mundo

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: